Loading...

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

nós os dois.

Vivo num mundo diferente.
Não conto os dias e nada tem um número.
Não tenho uma lista de planos,
Não tenho muitos albuns de fotografia.
Não há jantares semanais, ou anuais iguais aos outros.
Não tenho grupos, não tenho definições, não tenho condições.

A vida que vivi foi inventade através da ponta do lápis que na mesma hora que acontecia.

E preciso de acreditar que isto é a minha última chance, para conseguir saltar.

Não vou voltar a tentar, porque o meu instinto quase que já oprime a vontade, negligência os passos certos e mudos, e aí, será mais fácil a dúvida.

Eu quero ser a tentativa por espontanêadade, planeada ao pormenor.

E quero gritar ao mar que nos encontramos.

1 comentário:

  1. Gosto muito do que escreves, Liliana. You've got talent!
    Beijinhos!
    Hugo, o Pinto.

    ResponderEliminar